21 de março de 2013

Quem aí não assume sua coragem?

Bom gente, hoje eu decidi postar aqui um dos meus textos. Como alguns já sabem, eu sou "escritora" (risos), na verdade me considero uma amante por livros, poemas, poetas, mas não sei se isso.. me faz uma escritora. O.k, tenho que admitir que estou escrevendo um livro, mas ele está MEIO empacado (na pág 153... por aí) ele tá nessa há mais de 2 anos por causa dos meus bloqueios e minhas inspirações repentinas de madrugada.

Chega de blá blá blá, e vamos ao que interessa:






"Veremos que um dia tudo não passará de lembranças. Um tanto quanto apetitosas, saborosas, deleitosas... e inesquecíveis. Estamos habituados a perder, mas creio que não estamos habituados a vencer, a ganhar. Assim que algo formidável, esplêndido e estonteante aparece em nossas vidas contestamos, hesitamos, abdicamos de tudo porque temos medo! Essa é a ilustre verdade: somos um bando de covardes amedrontados! Sempre com receio, com a ânsia de um passo em falso, como se um mau pressentimento sussurrasse dentro de nós, então decidimos fugir, abdicar de tudo!



"Coragem não é a ausência do medo, e sim a superação do próprio".



Porque todos podem ser covardes, mas poucos podem ser capazes de superar o que mais temem. Nos esquivamos dos infortúnios, dos transtornos, das controvérsias, das verdades, para que não encaremos as consequências. O nosso desleixe impede de usufruirmos da nossa capacidade de superar, de vencer. Os obstáculos, os empecilhos nada mais são do que lições, ensinamentos. Cabe a cada um escolher entre assumi-los e compreendê-los, ou, se lamentar por serem dignos de pena dos outros, pior... se conformar com a pena que têm de si próprio."




Gostaram? Têm alguma objeção? Comentário? Então escrevam aqui embaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário